23 de novembro de 2016

EXPLOSIVO

Mistura de tendências resultaram num álbum energético e pesado

Por João Messias Jr.

Forte, explosivo e urgente! Assim se define o primeiro álbum da banda Insane Driver. Fugindo das dissonâncias e dos excessos progressivos, o quinteto formado na época por Marcos Bolsoni (voz), Deivid Martins (guitarra), Danilo Bigal (guitarra), Nei Souza (baixo) e Wagner Neute (bateria) tem o peso e a adrenalina como diretriz e com isso lançou um ótimo trabalho que agradará aos fãs de música pesada.

Bem produzido e com um belo trabalho gráfico, o disquinho tem como fortes referências grupos como Dream Theater, Metallica, Anthrax (fase John Bush) e Alter Bridge. Mistureba que faz com que algumas músicas saltem logo de cara, como a porradaria de The Edge of Life, a densa Firstly My Breakfest e a pesadona Tide of Fears.

O lance é tão bem feito e pensado que apesar das músicas serem longas, não cansam. Ouça Fallen Dreams, que honra muito bem o legado de bandas como Metallica e Dream Theater. Outro exemplo fica por conta da perturbadora Faithless Breath. A caótica Change e a melancólica Tears of Blood, que fecha o trabalho de um grupo que fez bonito em seu disco de estréia.

Vamos acompanhar a evolução dos futuros trabalhos, agora que contam com uma nova voz: Eder Franco (ex-Sacred Sinner)

Nenhum comentário: